A partir do momento em que seu produto, equipamento ou qualquer material chega a nossas mãos somos responsáveis por agregar a melhor qualidade possível nas impressões / gravações, se trata do toque final onde a expectativa do cliente precisa ser atendida, buscamos sempre  aliar equipamentos com tecnologias atuais, técnicas aprimoradas e pessoal altamente capacitado para atender com excelência.

Conheça agora alguns procedimentos de personalização mais utilizados em materiais promocionais, técnicos medicinais e industriais que podem lhe auxiliar na correta seleção e escolha dos serviços do seu interesse.

Serigrafia Ultravioleta (Silk-Screen)

Recomendado para Baixas, médias e altas tiragens.

Serigrafia Ultravioleta ou silk-screen é um processo de impressão no qual a tinta é vazada pela pressão de um rodo ou puxador através de uma tela preparada. A tela (Matriz Serigráfica), normalmente de poliéster ou nylon, é esticada em um quadro de madeira ou alumínio. As características principais desse processo são, secagem instantânea através de cura ultravioleta, isenção de odor residual na peça, aplicação de 4 cores (cromia).

As principais aplicações para a serigrafia ultravioleta são, materiais plásticos em geral, polímeros, tecido-não-tecido (TNT), como segue: Papel, Madeira, Metais pintados com base de Poliuretano, PVC, Vinil, Poliestireno, Policarbonato, PP e PE tratado corona (mínimo 38 DINAS ), Acrílicos e ABS.

Serigrafia Base Solvente (Silk-Screen)

Recomendado para Baixas, médias e altas tiragens.

Serigrafia Base Solvente ou silk-screen é um processo de impressão no qual a tinta é vazada pela pressão de um rodo ou puxador através de uma tela preparada. A tela (Matriz Serigráfica), normalmente de poliéster ou nylon, é esticada em um quadro de madeira ou alumínio. As principais caraterísticas desse processo são, aplicação de tintas em materiais adversos, alto poder de fixação e a aplicação de acabamentos especiais como relevos, glitter, vernizes.

As principais aplicações para a serigrafia base solvente são, materiais plastificados ou semi-plastificados em geral, polímeros, tecido-não-tecido (TNT), como segue: Vinil-Autoadesivos, PVC, PVC Cristal, Polietileno Pré-Tratado, Polipropileno Pré-Tratado, Poliéster, PVC duro, ABS, Poliuretano, Alumínio, Cobre, Folha de Flandres, Suportes Laqueados, Nylon, Poliestireno, Papel, Estanho Laqueado, Madeira, Fenólicos, Fórmica resopal, Acrílicos, Polietileno e Polipropileno pré-tratados, Vidro, Cerâmica. Outras aplicações: Decoração para espelhos, Marcação de circuitos, impressão em cartão de créditos, e raspadinhas.

Laser Fibra Metal/Polímeros

Recomendado para baixas, médias e altas tiragens.

Um dos processos mais modernos e tecnológicos de gravação é o laser de fibra, limpo e ecologicamente correto a marcação ocorre nas peças por feixe de laser que retira uma finíssima camada superficial de tinta ou queima a superfície de forma delicada na região que se pretende marcar.

As principais aplicações para o Laser Fibra/Polímeros são peças metálicas em geral, para gravações muito pequenas ou em áreas que outros processos não atendem marcação de logomarcas, códigos de barras, Qr Code, Data Matrix, ou Sequenciamento, também se aplica em alguns polímeros pré-tratados, plásticos pintados, papeis e madeiras com pintura externa. Um dos processos mais modernos e tecnológicos de gravação é o laser de fibra, limpo e ecologicamente correto a marcação ocorre nas peças por feixe de laser que retira uma finíssima camada superficial de tinta ou queima a superfície de forma delicada na região que se pretende marcar.

Laser Co2 Gravação

Recomendado para baixas, médias e altas tiragens.

Baseada em espelhos e com tecnologia de scanner galvanométrico de precisão e possível chegar a resultados incríveis de gravação em finos detalhes e boa diversificação de tons.

As principais aplicações para o Laser Co2 Gravação são em materiais orgânicos como couro natural, madeira, bambu, papelão, alguns metais com uso de primer e alguns polímeros com uso de adjuntos de gravação, entre outros materiais sintéticos mediante testes.

Laser Co2 Corte

Recomendado para baixas, médias e altas tiragens.

O Laser é uma das principais ferramentas para o beneficiamento de diversos materiais, especialmente aqueles de espessura inferior a 20 mm e para aplicações que exijam formas complexas, são possíveis criações de peças com cantos e bicos vivos, fazer vazados, e criar encaixes.

O Laser Co2 Corte tem suas principais aplicações na confecção de “corte” de diversos materiais orgânicos, polímeros, sintéticos e metálicos, dentre eles podemos destacar, papel, papelão, madeiras, MDF, bambu, acrílicos, poliestireno, polipropileno, polionda, couro sintético, tecidos, chapas metálicas de baixa espessura até 1,5mm em inox e 2mm em aço carbono. Equipamento preparado para pequenas ou grandes tiragens, prototipagens, meio corte e acabamentos em geral. *** Não é possível cortar materiais com PVC em sua composição.

Tampografia

Recomendado para médias e altas tiragens.

A tampografia é mais um tipo de impressão, bem parecido com a serigrafia. A diferença entre elas é que a tampografia é mais utilizada para imprimir superfícies irregulares, onde seria difícil imprimir em serigrafia.

O processo de impressão por Tampografia, está presente na impressão de peças côncavas, convexas, ocas, moles, pequenos ou grandes objetos onde a impressão possa se adaptar a formas e curvas, os mais diversos materiais podem ser impressos como, plásticos, madeiras, metais, vidro, couro, tecidos, não é um dos processos mais versáteis de impressão, devido uso de clichês, tintas especiais e um setup mais aprimorado, recomenda-se esse processo para tiragens médias a altas e com tiragens repetidas.

Sublimação

Recomendado para baixas, médias e altas tiragens.

A impressão por sublimação é um processo relativamente novo, mas com grandes aplicações no mercado promocional, sendo versátil e com muitas aplicações. O processo consiste em um método em que a tinta a base de água é impressa por impressora ink-jet em um papel sublimático, sendo transferida após aplicação de pressão e temperaturas por volta de 200°, que causam a sublimação (evaporação) da tinta, gravando o item em questão.

Podem ser sublimados os seguintes materiais: tecidos com mais de 70% de poliéster em sua composição, cerâmicas, alumínio, borrachas, plásticos entre outros materiais previamente preparados para receber alta temperatura mediante aplicação de resina sintética.

Impressão Digital Solvente

Recomendado para baixas e médias tiragens.

O processo de impressão digital solvente utiliza uma impressora ink-jet com tinta de base solvente que permite a impressão de mídias flexíveis, geralmente aplicadas em adesivos e etiquetas.

Essa etiquetas impressas em diferentes mídias podem ser aplicadas em diversos itens para personalização, marcação, segurança e rastreamento, normalmente é um processo utilizado onde demais processos de impressão não obtiveram sucesso em tiragens muito baixas ou sazonais. O equipamento é dotado de recorte integrado que proporciona etiquetas de qualquer formato e simultâneas a impressão.

Impressão Digital Ultravioleta (Direct Press)

Recomendada para baixas e médias tiragens.

Trata-se de impressão ink-jet diretamente na peça, usando o computador e uma impressora com tinta ultra violeta. Pode-se gravar qualquer desenho com cores ilimitadas nas mais diversas situações, sendo a impressão ultravioleta caracterizada principalmente pela velocidade* e definição dos traços. *Considerando o setup.

As principais aplicações para a Impressão Digital Ultravioleta são, materiais plásticos em geral, polímeros, Vinil, PVC, PVC Cristal, Polietileno Pré-Tratado, Polipropileno Pré-Tratado, Poliéster, ABS, Poliuretano, Alumínio, Nylon, Poliestireno, Papel, Papelão, Madeira, Bambu, MDF, Acrílicos, Polipropileno pré-tratados, Vidro, Cerâmica. No segmento promocional é um dos processos mais versáteis, devido ser possível finalizar uma produção em poucas horas, a fidelidade de cores nos lotes também é outro grande ponto forte dessa modalidade.

Etiqueta Resinada PU

Recomendada para baixas e médias tiragens.

Um dos principais produtos gerados à base desse processo são as etiquetas resinadas, que são películas de poliéster ou vinil que após o processo de impressão, recebem uma camada lenticular de resina PU bi componente, também conhecidas como doming.

Tem sua aplicação principal em chaveiros, trenas, estojos, medalhas, emblemas, troféus, etiquetas automotivas, etiquetas de móveis entre outras aplicações promocionais e industriais.

Cadastre-se em nossa newsletter!

Whatsapp